Cachorro quente das Lojas Americanas – Sabor de nostalgia


Alguém se lembra do delicioso cachorro quente que era vendido nas lanchonetes das Lojas Americanas?
Aquelas lanchonetes que tinham banquinho giratório e ficavam numa faixa estreita da loja…

Quem nasceu no final dos anos 60 e início dos 70, como eu, sabe bem o que eu estou dizendo!

Aquele cachorro quente era perfeito! Ou será que a época é que era boa demais?
Uma pena não existir mais…

Às vezes eu me pego pensando naquela época e, junto com as lembranças, vem o sabor daquele molho de cebolas e pimentões na minha boca.
Eu devia ter 7 ou 8 anos, “colocava roupa de missa” e ia “passear” na Lojas Americanas.
Minha família não tinha muita grana então, um cachorro quente na lanchonete, era o máximo!Para mim, essa refeição dava o prazer que um jantar no Fasano dá a algumas pessoas hoje em dia.

Ontem a noite eu estava assim, nostálgica… e, para sossegar minhas lembranças, fui pra cozinha TENTAR uma imitação que passou bem perto do famoso cachorro quente das Lojas Americanas.

Fiz assim:

1 fio de óleo
1 pimentão verde em tiras
1 cebolas média em meia lua
1 tomate maduro, também em meia lua
1 dente de alho bem picado
1 colher, das de sopa, de extrato de tomate
1 colher, das de sobremesa, de vinagre de vinho branco para dar aquele gostinho levemente azedo que me vem à memória sempre que penso neste lanche
sal e pimenta a gosto
150 ml de água

Refoguei, em fogo bem alto, o alho e a cebola e logo depois acrescentei o pimentão e o tomate. Mexi por 1 minuto e acrescentei os outros ingredientes. Cozinhei por 2 minutos e servi com uma boa salsinha cozida em água fervente.

Sosseguei meu desejo mas, as boas lembranças não vão sossegar nunca!

29 comentário para “Cachorro quente das Lojas Americanas – Sabor de nostalgia

  1. Nossa Kris, remeteu a minha adolescencia quando ia para a cidade grande (São Paulo) e um dos passeios era ir nas Lojas Americanas e comer o cachorro quente. Nem se sonhava com os Mac da vida.

  2. Loucura gente,viajei no tempo,fechei meus olhos e pude sentir até aquele cheirinho,como o tempo passa,fiquei lembrando dos passeios na Americanas da praça Brasil,lindos tempos………….

  3. NOssaaa quanto tempo mesmo…eu amava esse hot dog, minha irma,todos…aco que era igual no pais onteiro pelo jeito, aqui em Ctba também era do mesmo jeito da foto…inesquecível hummmm
    Vim conhecer o seu blog, tudo bem delicioso, venha me visitar tambem,
    bjs
    Paula

  4. Kris, também sou apaixonada pelo cachorro quente das lojas americas, sou do interior de minas gerais e quando vou à Belo Horizonte tenho que comer um, pelo que vocês disseram por aí onde moram não tem mais essa iguaria? Que lástima, em BH nas lojas americas da rua São Paulo ainda tem a tradicionalíssima lanchonete bem no canto da loja (um balcão comprido umas três mesinhas, dá de frente com a rua Curitiba, acima a Av. Afonso Pena) quando forem a BH matem as saudades de infancia, a propósito vou fazer isso dia 24/11 agora, tenho que ir lá e claro, vou fazer uma boquinha. Ir a BH e não comer cachorro quente das lojas americanas prá mim é o mesmo que não ter ido. Elionora-Paracatu-MG

  5. Realmente,esse cachorro quente das L.Americanas é inesquecivel.Já tentei fazer ,mas nunca consegui com o mesmo sabor.Muito legal vc colocar no blog…legal mesmo!
    abraços,Lygia

  6. Sou de São Paulo, eme lembro tb do hambúrguer das Lojas Americanas, gostinho de infância!!!
    Era isso mesmo roupa da missa e tudo mais!!!
    Que delícia de tempo, td era mais gostoso!!!

  7. Alguém lembra a marca da mostarda que eles serviam junto com o cachorro quente?? Realmente aquilo era muito bom…Se alguém souber… Abraços! Silvia

  8. Comia muito esse cachorro quente quando estudava na capital, já que morro no interior de Alagoas. Era maravilhoso aquele cachorro-quente. Quantas saudades daquele sabor inconfudível. Essa semana minha irmã recebeu uma proposta para colocar lanche numa escola, então me lembrei do cachorro quente da americanas e resolvi buscar na net alguém que tivesse ou soubesse da receita. Que bom que você tentou fazer algo parecido. Vou testar sua receita. Está de parabéns pela receita.

  9. Toda vez que vou à Jaboatão (cidade vizinha ao Recife) e passo no Shopping Guararapes, eu como uns 2 só para matar a saudade.. e eu só tenho 13 anos.. lembra minha infância em Jaboatão!!

  10. Nossa que delicia!!!
    Acabei de fazer…
    Hj a tarde estava procurando uma receita nova de cachorro quente…e quando vi aqui no seu blog…nossa na hora lembrei do passado.
    Fui ao mercado..comprei tudo…e fiz!!
    Ficou muito parecido mesmo…meus filhos que n tiveram a chance de conhecer o cachorro quente das lojas americanas amaram!
    E falaram que de agora em diante..só querem assim!! rsrsrsr
    Obrigada por nos trazer essa lembrança tao gostosa!

  11. eu nasci em 1981 e já comi este hot dog das lojas americas aqui em vitória-ES. hoje em dia nao tem mais… em dezembro de 2010 fui em bh e lá ainda existe uma lanchonete das lojas americanas o pao e a salsicha diminuiu um pouco o tamanho mas o hot dog ainda é o mesmo.

  12. Aqui em BH ainda tem esse tão famoso cachorro quente. Tenho 31 anos e me lembro que desde uns quatro anos já comia cachorro quente das Americanas com minha mãe. Agora pelo menos umas duas vezes por mês passo por lá. Se te der vontade dê uma passada por aqui. Tenho certeza de que não vai se arrepender.

  13. Nossa, eh mesmo, ainda me recordo da infância quando passo na porta da Americanas do Centro de BH e sinto aquele cheiro maravilhoso do molho do cachorro quente deles. Que saudades daquele tempo, mas o cachorro quente ainda é muito bom! Bjs

  14. Eu uso, no lugar do vinagre, uma colher de sobremesa de açafrão. E esquento a salsicha no mesmo molho ( que portanto, leva um pouquinho mais de água) . Precisam ver como fica parecido com aquela delícia!

  15. Eu trabalhei numa lanchonete das lojas Americanas.
    O molho era feito separado da salsicha, e não ia ao fogo. Somente no banho-maria.
    Tomate
    Cebola
    Pimentão
    Orégano
    e sal
    Colocávamos num equipamento de banho-maria,e deixavamos cozinhar ali.
    A salsicha (Sadia) era lavada e colocada em outro recipiente tbm em banho-maria.
    Colocávamos uma porção de molho e uma no pão. Com uma colher de maionese (a melhor) catchup e mostarda, e púnhamos na prensa só pra dar o toc final… hummmmm
    Acho q vou correr pra cozinha����

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *