Calzone – A pizza frita do papis

Ontem foi dia de bagunça aqui em casa.

Sempre que resolvo fazer qualquer coisa que leva farinha a minha cozinha fica uma loucura.

Eu não entendo o motivo, sou sempre tão cuidadosa, mas a farinha teima em “voar” e ir parar no chão, no meu vestido preto, em todas as bancadas e até no nariz da minha , a Chica….

No final, quando todos já estavam jantando, eu estava com cara de louca : suada, com farinha até no rosto e descabelada.

Mas feliz!

Essa receita tem história…

Meu pai sempre fazia o calzone, que ele chamava de pizza frita, e eu ADORAVA comer!
Só comer… hahahahahaha

Quando eu era criança e ele resolvia fazer a receita pedia que eu e minha irmã, Karla, ajudasse na hora de abrir ou de fechar a massa.

Eu detestava. Fazia resmungando e ficava louca de raiva com o cheiro que demorava dias para sair das mãos.

Quando fiquei “grandinha” resolvi fazer a minha primeira pizza frita e ficou deliciosa. Os filhotes e o maridão amaram.

E eu nem liguei pro cheiro que ficou nas minhas mãos….

Na segunda feira me bateu a maior vontade de comer a pizza frita do papis… e pensei : como vou fazer? Sempre que queria essa receita ligava pra ele e perguntava e ele me ensinava, no maior orgulho e paciência, o passo a passo.

Fiquei arrasada, pensando que fui muito burra por não ter guardado a receita…

Ontem , mexendo na minha pasta de receitas, achei a receita da pizza frita do papis. Fiquei feliz demais.

Na mesma hora fui pra cozinha.

O resultado eu mostro aqui pra vocês….

A Massa

3 copos (de 250 ml) de leite morno
1 colher, das de sobremesa, de margarina
3 colheres, das de sopa, de óleo
1 colher, das de sopa, de açúcar
1 colher, das de sobremesa de sal
45g de fermento fresco
3 ovos
1 quilo e meio de farinha de trigo (mais ou menos)

O modo de fazer
Coloque o fermento em uma bacia (bacia é bem coisa de mineiro, né?) e acrescente o açúcar. Use um garfo para misturar bem, até o fermento derreter, e junte os ovos.

Amorne o leite junto com o óleo e a margarina e jogue sobre o fermento com ovos. Não deixe o leite esquentar demais, ele deve ficar apenas morno.

Misture muito bem com um fuê e vá acrescentando a farinha peneirada com o sal. Eu uso o fuê até a massa ficar bem consistente. Depois, coloco a mão na massa e sovo por uns 6 ou 7 minutos.

Quando a massa estiver bem lisa e macia, divida em bolinhas do tamanho de bolas de golf e deixe crescer até dobrar de tamanho.

Essa receita rende 60 calzones (= 60 bolinhas).

Assim que a massa dobrar de tamanho abra, até a massa ficar bem fina, com um rolo, recheie, dobre a massa e corte com a ajuda daquele utensílio que usamos para cortar massa de pastel, e que eu esqueci o nome.

Eu ainda dou uma “fechadinha” com o garfo para não correr o risco de abrir quando estiver fritando.
O Recheio
O recheio pode ser o que você preferir…Eu fiz o que o papis sempre fazia pra nós : mozarela, presunto, tomates maduros picados, azeite e orégano.

Você pode usar um refogado de frango e milho, queijos, carne moída com azeitonas, mozarela, tomates e manjericão, etc…Para o calzone assado você deve pincelar manteiga derretida, polvilhar parmesão ralado ou gergelim e levar ao forno pré-aquecido (220 graus) por 25 minutos.Para fritar basta usar óleo quente e virar assim que os calzones estiverem dourados.Como o meu recheio acabou e sobraram 11 bolinhas eu juntei todas e fiz pães. E os pães ficaram muito bons.

12 comentário para “Calzone – A pizza frita do papis

  1. Ave Kristina que show! Fricasse eu vi de todo jeito, esse seu com milho e salsão deve ficar pra la de bom, tem salsão o saborzinho de restaurante… Aquele temperos caseiros amei. Eu faço o meu sem sal de outro jeito de geladeira. A minha mãe faz sempre com sal. Gostei da versão açafrão e principalmente aquele das pimentas diferentes. Beijao da Priscila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *