Arroz com sobras de churrasco

Todo mundo já amanheceu na segunda-feira com a geladeira cheia de sobras de churrasco, né? Pois aqui isso sempre acontece.
E eu ADORO!!! Porque assim posso preparar esse arrozinho delicioso
Ele é muito perecido com a Marisa Isabel que já postei aqui, mas a Maria Isabel é feita com a carne crua e esse com a carne assada que sobrou do churrasco ou de qualquer assado que você tenha feito.
A única diferença é a cebola, que nesta receita, entra antes da carne.
Ah! E nesse prato eu coloco couve picada para cozinhar junto com o arroz!

É meio difícil falar em quantidades quando estamos utilizando sobras, né? Vou dar as medidas que usei com a quantidade que eu tinha de carne assada mas você pode mudar proporcionalmente, tá?

um prato cheio de sobras de carne assada (linguiça, picanha, contra-filé, cupim, lombo ou todos juntos) em cubinhos
3 colheres, das de sopa, de azeite ou óleo
2 cebolas grandes em cubos pequenos
1 colher, das de sopa, de pasta de alho
2 copos ( 250 ml) de arroz lavado e escorrido
1 litro de água fervente
1/2 maço de couve, bem picada
tempero caseiro a gosto
Cheiro verde a gosto

Lave o arroz, escorra e deixe descansar por meia hora. O arroz lavado com antecedência fica mais soltinho.
Aqueça uma panela e acrescente o óleo e a cebola. Frite a cebola até ela ficar caramelizada, tomando cuidado para não queimar. Ela deve ficar da cor de caramelo.
Junte as carnes e frite de 3 a 5 minutos, mexendo bem. Coloque o alho e 1 minuto depois o arroz lavado e escorrido.
Refogue o arroz por 1 ou 2 minutos e junte a água fervente. Mexa bem para que toda a borra da panela se dissolva, dando uma cor dourada ao arroz.
Tempere a gosto (eu gosto de colocar uma pimenta fresca partida ao meio, nessa hora), tampe a panela parcialmente e coloque em fogo médio.
Quando o arroz secar acrescente a couve picada, mexa com um garfo, abaixe o fogo, tampe a panela completamente e cozinhe por 5 minutos. Desligue o fogo, espere 10 minutos antes de servir, com bastante cheiro verde.

Sirva com feijão tropeiro, tutu de feijão ou só com uma saladinha de folhas e vinagrete.

17 comentário para “Arroz com sobras de churrasco

  1. Hummm que delicia!! fiquei salivando aqui! e olha que eu nem ligo tanto pra carne! mas as suas fotos me matam rsrsr

    A propósito Kris essa semana vou fazer uma homenagema a você lá no meu blog tá? vou postar o meu cozido com a minha foto, mas com a indicação da sua receita!! espero que você goste do resultado! Bjo linda e ótima semana!

  2. Olá Kris,
    hoje depois de algum tempo, sem muito tempo, consegui voltar aqui.
    Que surpresa! Churrasco, acompanhamentos, arroz com sobra de carnes de churrasco e a banana assada.
    Bem, a falta de tempo é bem por isso, tenho feito muitos churrascos, meu carro forte e objeto de horas de estudo.
    "Aqui é mais legal" rsrsrs
    A maneira que escreve é muito divertida.
    Em relação a Banana do maridão, acontece comigo tb, risadas. Ao ponto de numa segunda feira, após um churrasco de domingo, minha esposa ao entrar no banheiro da empresa onde trabalha surpreendeu colegas comentando sobre a "BANANA DO KLAUSS". kkkkkkk
    Meu fascínio pela brasa tem me proporcionado várias experiências. A idéia é fazer tudo lá, na brasa.
    A novidade que não é tão novidade é o ovo no espeto e o cozimento de feijão feito com uso de espeto e celofane.
    Aqui em Porto,churrasco é acompanhado de tropeiro.
    Agora tenho que ir. Quero colocar a leitura em dia. Tem muita coisa nova no blog que ainda não deu para degustar.
    Grande abraço
    klaussZagnoli

  3. Klauss, quer dizer que sua banana também faz sucesso? hahahahahahahahaha

    Menino, me conta como você faz o ovo e o feijão. Fiquei muito curiosa e com vontade de testar!

    Bom demais de ter de volta!

    Beijos

  4. Kris,
    vamos por partes:
    O ovo no espeto não é coisa minha, aprendi com o grande professor Ricardo Pena O "Peninha".
    A técnica nada mais é do que esquentar bem um espeto e com ele espetar um ou mais ovos ainda crús e levar a churrasqueira a mais ou menos 30 cm da brasa por 10 a 15 minutos.
    Já o feijão, foi inspirado no assamento em bala. Que é fazer um embrulho de celofane culinário ao redor de um espeto único com o feijão e as carnes que normalmente usamos no nosso tropeiro dentro. Levar a churrasqueira a 60 cm da brasa por mais ou menos 40 minutos.
    grande abraço
    klaussZagnoli

  5. Opís!rsrsrs
    Esquecí de escrever que deixo o feijão de molho uns 20 minutos e que antes de fechar a bala temos que acrescentar um pouco de agua sim.
    Tenho fotos do ovo, do feijão ainda não.
    klaussZagnoli

  6. rsrsrs. Já estou curioso para saber do resultado.
    O cozimento em bala na churrasqueira é bastante perigoso.Imaginem uma panela de pressão de plástico sobre um braseiro. Já aconteceu de uma dessas balas estourar e as labaredas, sairem no todo da chaminé. Quando faço procuro mandar meu povo (esposa e filha) ir passear na práia. Mesmo fazendo sempre ainda tenho medo e cuidado nunca é d+.
    É sempre um prazer vir aqui.
    Grande abraço

  7. hahahahahaha
    Já desisti, Klauss! MORRO de medo dessas coisas perigosas! Basta uma vez que o maridão perdeu a barba e até os cílios acendendo a churrasqueira! E eu só ria quando ele chegou chamuscado!

    Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *