Sua horta está com pulgões? Uma receita natural para acabar com pulgões

Eu acho que todo mundo deveria ter uma hortinha de ervas em casa. Quer coisa melhor do que colher seus temperos, bem fresquinhos, e usar em suas receitas? Eu AMO!!!!
Se você mora em apartamento ou não tem espaço, não tem problema. Plante suas mudas em um lindo vaso ou em uma floreira!

Na minha hortinha particular eu tô cultivando: alecrim, sálvia, tomilho, orégano, 3 tipos de manjericão, menta, hortelã, pimenta bode, pimenta cumari do Pará e pimenta malagueta!

Nem bem comecei a colher os “frutos” da minha hortinha e já reparei que as pimenteiras estavam cheias de pulgões.
Não gosto de usar nada que seja tóxico nas minhas ervinhas, então, peguei uma receita ótima com meus irmãos Ju e Fa, uma mistura de fumo e água que acaba completamente com esses seres minúsculos que detonam nossas hortas.
Em 3 dias não tinha mais 1 pulgão para contar estória!

Eu ganhei o preparado de fumo já pronto do Ju, uma embalagem com 200g de fumo de rolo já picado.
É só colocar 50 g desse fumo em 1 litro e meio de água e deixar descansar por 1 dia. A água vai ficar escura, da cor de coca-cola.
Basta passar para um pulverizador e pulverizar na sua hortinha, por 3 dias consecutivos.
Para os pulgões não voltarem mais, repita o processo mensalmente.

Se você não encontrar o preparado de fumo em viveiros de plantas, compre fumo de rolo, pique bem miudinho e deixe 50 g de molho em 1 copo de álcool por 3 dias, em local escuro.
Use 1 colher, das de sopa, desse extrato em 1 litro de água para pulverizar nas plantas!

Os pulgões estavam só nas pimenteiras mas eu pulverizei o fumo em todas as plantinhas para não correr o risco de sobrar um pulgãozinho e a praga voltar!

E agora estou feliz! Em menos de 1 mês terei pimentas maduras para usar nas minha receitas mineiras!

7 comentário para “Sua horta está com pulgões? Uma receita natural para acabar com pulgões

  1. Bom dia, Kris.
    Primeiramente, parabéns pelo blog!!! Já acompanho seu blog há um tempinho, aqui quietinho, adorando suas receitas e suas histórias!
    Fiquei com uma duvida. Uma hora vc fala de colocar o fumo de molho na água, depois vc fala em fazer uma infusão com álcool e usar o extrato diluído em água. Entendi errado?
    Um grande beijo pra vc, muita paz e muita luz!!!

  2. Olá, Kris!!!
    Tinha comentado antes, mas semana passada o blogger estava apresentando uns probleminhas básicos.
    Ainda fiquei na dúvida. Qual a diferença entre esse preparado de fumo e o fumo de rolo picado? E também fiquei na dúvida entre a infusão com água e com álcool. Será q eu é q me enrolei? rs…
    Um grande beijo pra vc, muita paz e muita luz!

  3. Ué!!!! Eu tinha até respondido o seu comentário! O Blogger deve ter comido tudo! hahahaha

    É o seguinte: o preparado, comprado em saquinhos nas lojas especializadas, é misturado em água. Foi esse que eu fiz. Ele é bem levinho e tem o cheiro forte. Parece flocos de fumo. Por isso dilui bem na água.

    Se você não encontrar esse pacotinho pode fazer com o fumo de rolo normal, aquele de fazer cigarro de palha. Só que, aí sim, tem que ser preparado o extrato, com o álcool. Acho que só na água ele não dilui bem.

    Se tiver alguma dúvida é só gritar!

    Beijos

  4. Kris, o blogger andou com fome semana passada… Comeu posts, comentários, o q deu na telha… rs… Também passei por isso no blog q eu participo!
    Agora entendi, mais claro impossível!
    Obrigadíssimo pela sua atenção, e continuarei visitando e saboreando seus posts!!!!
    Um grande beijo, paz e luz pra vc sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *